Ataque terrorista ao Instituto Lula #NãÉSóUmaBombinha

1-VyGkZFlRVvFg6LLehzXV1w

Após os fascistas de plantão espalharem nas redes que o ataque terrorista ao Instituto Lula foi forjado — mesmo com a comprovação da perícia da Polícia Federal e da filmagem do momento do ataque -, agora o discurso dos hatersda direita é que o artefato utilizado na explosão era muito pequeno e não causaria estrago.

Não importa o tamanho da bomba, o ato foi criminoso e tinha o objetivo de atingir alguém, machucar. Caso contrário, tentariam estabelecer um diálogo, chamariam para um café, um debate, mandariam flores. Comentários que aprovam e apoiam o ataque minimizam, justificam ou afirmam que o caso é exagero por não ter machucado ninguém deixam à mostra o ódio gratuito dos fascistas, que parabenizam atos terroristas e são a favor da violência, seja como for.

Mesmo que, em uma possibilidade muitíssimo remota, o ataque não tivesse sido político (e, obviamente, ele foi), os comentários sobre ele o são. Quem endossa o ato, o justifica e o aplaude dissemina o ódio por motivos políticos. Mudar o foco do ataque, relativizar o ato criminoso e tratá-lo como algo banal faz parte do senso de oportunidade da direita para espalhar a intolerância e promover a violência.

Sabemos que o discurso dos que aplaudem o ato é contra a esquerda e suas políticas públicas voltadas para as minorias, e contra a luta e garantia dos direitos humanos. Eles não admitem que tantas pessoas tenham as mesmas oportunidades que eles. Não aceitam políticas de inclusão e pouco se importam com os milhões de brasileiros que tiveram suas vidas mudadas para melhor nos últimos anos, em decorrência das iniciativas realizadas pelo ex-presidente Lula.

A direita e seus haters se sentem autorizados a desrespeitar quem não concorda com seus posicionamentos, seja com xingamentos nas ruas à presidenta da república, comentários preconceituosos e xenofóbicos nas redes, e, agora o movimento mais recente, apoiar e justificar os atos de violência contra Lula.

Seja uma bombinha, um morteiro ou uma granada, o ato foi violento e, ao contrário dos reacionários, nós não apoiamos e nunca apoiaremos nenhum ato criminoso, contra quem quer que seja. Seguimos firmes na luta por um mundo SEM violência. O ataque terrorista ao Instituto Lula #NãoÉSóUmaBombinha: é grave, fere a democracia do país e os culpados precisam ser responsabilizados.

#FascistasNãoPassarão #Nãonoscalarão

Anúncios