Porque a venda da Gaspetro foi um negócio da China

DA CINHA

Depois de muito tentar, Aldemir Bendine, presidente da Petrobrás, conseguiu a venda de 49% da Gaspetro no apagar das luzes de 2015. A Federação Única dos Petroleiros já tinha alertado: vender a Gaspetro em tempos de queda do preço do barril de petróleo era tiro no pé. A venda para o Grupo Mitsui, consolidada no dia 28 de dezembro, é, de fato, um negócio da China. Veja o porquê:

1. Negócios obscuros pairam pela venda da Gaspetro em todos os seus aspectos. Segundo estimativas feitas peloscbancos JP Morgan e Brasil Plural, os valores de 49% da Gaspetro estavam calculados em 1,3 bilhão DE DÓLARES, ou seja, 5,6 bilhões de reais. Mesmo assim, a subsidiária foi vendida por 1,93 bilhão de reais.

2. Em 2014, a Gaspetro teve um lucro líquido de R$ 1,5 bilhão – R$1,4 bilhão na média de 2010 a 2014. Se a empresa mantiver a média, a abertura de 49% de seu capital significaria a queda de quase metade da aquisição dos lucros da Petrobrás – cerca de R$ 750 milhões.

3. Mais um aspecto suspeito: em março de 2015, notícias sobre a possível venda de parte da Gaspetro foram divulgadas; em abril, Murilo Ferreira diretor-presidente da Vale, foi nomeado presidente do Conselho de Administração da Petrobras; em junho, a japonesa Mitsui Gás foi cotada como provável compradora; em setembro, com o negócio encaminhado, Murilo Ferreira pediu licenciamento do conselho. Será possível que houve favorecimento do Grupo Mitsui, de quem a Vale é parceira em empreendimentos?

Depois de concluída a venda, Bendine declarou que essa foi mais uma etapa cumprida do Plano de Desinvestimento da empresa, elaborado pela atual gestão e altamente criticado por petroleiros e trabalhadores do setor por ser um plano de desmonte e sucateamento da estatal. “Esta operação, feita por meio de processo competitivo, faz parte do Programa de Desinvestimentos previsto no Plano de Negócios e Gestão 2015-2019 (…)”, declarou.  Como é um processo competitivo se a subsidiária foi vendida a preço de banana e a venda representa uma perda de lucros gigantesca para a Petrobrás? Acreditamos que Bendine deve ser se referindo ao Grupo Mitsui. Pra eles, sim, foi um grande negócio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s