Globo começa o trabalho de livrar Samarco/Vale da culpa pelo meior desastre ambiental brasileiro

unnamed (2)
E a Rede Globo começa a fazer o seu papel de Relações Públicas da Samarco. Uma reportagem de 9 minutos no Fantástico do último domingo, seguida por uma reportagem no Bom Dia Brasil de segunda-feira, dão conta de mostrar o lado dos ~pobres executivos da Samarco, Vale e BHP~.
Quando nos deparamos com o maior acidente ambiental do Brasil, que acabou com todo um ecossistema e continua devastando o ambiente por onde ainda passa e que, mais, levou a vida de 12 pessoas, a Globo faz questão de ser a voz dos responsáveis pela tragédia e não daqueles que perderam tudo pela irresponsabilidade e atuação criminosa dessas mineradoras.
Durante 9 minutos, a equipe de reportagem do Fantástico visita a região do desabamento em Mariana “pela primeira vez desde a tragédia”. Primeiro, fica o questionamento: como a Globo tem acesso à cena de um crime? Isso é permitido? Nenhuma vítima é entrevistada e o presidente da Samarco tem, pelo menos, cinco chances de falar.
A reportagem procura, primeiro, o diretor presidente da Samarco para (se safar) explicar que esse não foi um deslizamento “normal” e que os técnicos ainda tentam descobrir o que acontecdeu. Depois, um especialista em projetos de construção de barragens ainda tenta livrar a Samarco, mas escorrega ao admitir que o rompimento pode ter ocorrido por fatores econômicos – ou seja, a empresa, na ânsia de produzir lucro, deixa de cumprir com as normas de segurança. É o que acontece quando colocamos o nosso meio ambiente nas mãos de empresas privadas, sem nenhum compromisso com o nosso país.
Depois, o ato final. Com  lágrimas nos olhos, o presidente da Samarco pede desculpas às famílias dos mortos, às famílias vítimas do deslizamento, ao povo de Minas Gerais e Espírito Santo, aos ribeirinhos e pescadores. A reportagem também mostra que estão sendo feitas melhorias em Celinha e Santarém e que o sistema de alarme foi modificado, depois do desastre, para avisar moradores e trabalhadores de possíveis problemas. Quem nos dera que um pedido de desculpa fosse capaz de pagar pelos danos IRREVERSÍVEIS causados pela IRRESPONSABILIDADE da Samarco. Além de matar 12 pessoas, a sede da Samarco por lucros e o descaso da empresa com  a segurança destruíram o Rio Doce e continuam destruindo todos os lugares por onde passam. Já atingiram até o estado do Espírito Santo e sabe-se lá até onde vão chegar. Então, que nos desculpem os executivos da Samarco, mas nós não estamos nem um pouco interessados em suas lágrimas.
Agora, o que nós, brasileiros, esperamos é que a empresa pague (com justiça!) todo o mal que causou às pessoas das comunidades e ao meio ambiente. Aproveitamos para cobrar do governo federal um posicionamento adequado sobre a tragédia. Seguimos no aguardo
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s