Campanha tendenciosa contra a Petrobrás afeta os trabalhadores do setor

A gente sabe que está em curso uma campanha encabeçada por entreguistas e alguns setores da imprensa para desacreditar a Petrobrás e abrir caminho para as privatizações. Isso não é acontecimento recente, vem de décadas e alcança picos de vez em quando. É a galera do “quanto pior, melhor” fazendo o seu trabalho de catastrofista.
O que ninguém para pra pensar é nas implicações que tal campanha tem na vida de quem dedicou anos e anos de trabalho ao petróleo. Em março, a Federação Única dos Petroleiros (FUP) ingressou com uma Ação de Responsabilidade Civil contra Paulo Roberto Costa e Pedro Barusco, por Danos Morais coletivos causados aos trabalhadores.

Em nota, a FUP afirma que a ação, que corre na 1ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, “visa responsabilizar os ex-gestores por danos causados às “honras pessoais” e ao “coletivo espírito de corpo” dos mais de 80 mil trabalhadores da Petrobrás que estão na ativa e também milhares de aposentados que ajudaram a construir a empresa”. A ação aguarda parecer do Ministério Público.

A Federação diz ainda que desde o início da Operação Lava Jato, em março do ano passado, “os petroleiros vêm sendo vítimas de insinuações, piadas e outros tipos de constrangimento, em função da distorcida e tendenciosa cobertura da imprensa, que tem levado a opinião pública a associar a Petrobrás à corrupção. Um ex-executivo da Petroquímica Triunfo chegou a divulgar um vídeo na internet, declarando que a empresa “virou um condomínio político de ladrões de primeira linha””.

A FUP reforça a campanha dos sindicatos e movimentos sociais em defesa da Petrobrás e do Brasil, já que a “estatal não pode ser criminalizada, nem seus trabalhadores penalizados por erros individuais de algumas pessoas”. Na ânsia por difamar a empresa, os catastrofistas não se preocupam com quem fica no meio do caminho e tem anos de suor e luta na construção e defesa do nosso patrimônio. A Petrobrás é patrimônio do povo brasileiro, que não vai assistir calado à tentativa de entregar nossas riquezas às exploradoras estrangeiras.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s